terça-feira, 11 de março de 2014

Carinho


Carinho é o abraço apertado que se dá sem esperar nada além de um acolhimento recíproco.
Carinho é o fogo que esquenta um relacionamento em meio aos dias frios que surgem em nossas vidas.
Carinho é olhar nos olhos do outro e não precisar dizer mais nada.
Carinho é o suave deslizar de dedos em quem não queremos desgrudar. 
Carinho é roubar aquele beijo de quem amamos quando esse alguém menos espera, acompanhado, é claro, de um sorriso apaixonado e um riso bobo, de modo tão espontâneo quanto o ato de respirar.
Carinho pode ser tudo, e nem precisar de palavras.
 .  .  .
Carinho não se agradece... Se retribui.


- William Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário